Virgílio Varela | A confiança
1
post-template-default,single,single-post,postid-1,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.8,qode-theme-bridge,qode_advanced_footer_responsive_1000,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-16902

A confiança

A confiança

Confie em si, confie nos outros, confie no processo

“Existe uma coisa em comum em todos os individuos, relações, equipas, famílias, organizações, nações, economias e civilizações em todo o mundo – uma coisa que se for removida, destrói o goversno mais poderoso, os negócios de maior sucesso, as economias mais prósperas, as lideranças mais influentes, as maiores amizades, os melhores carácteres e o amor mais profundo. Por outro lado, se a desenvolvermos, se soubermos utiliza-la, essa coisa tem o potencial de criar um sucesso sem paralelo e prosperidade em todas as dimensões da vida. Ainda assim, é a menos entendida, mais negligenciada, e a possibilidade mais substimada dos nossos temos. Essa coisa é a confiança.”

― Stephen M.R. Covey, The SPEED of Trust: The One Thing that Changes Everything

Todas as novas possibilidades e inovações vão requerer o melhor de nós como seres humanos. Confiar na nossa capacidade de pensar no bem comum, na nossa casa natureza e na nossa capacidade de adaptar ao novo que está a emergir.

A confiança dá-nos a resiliência para adaptarmos a estes tempos de rápidas mudanças. Confiar que o caos é certo e que o mesmo é fonte de criatividade e transformação.

O desafio de colocar na prática, torna-se possível quando ganhamos consciência e primeiro em pequena escala e depois gradualmente alicerçado em valores, conseguimos confiar no fluxo.

No Comments

Post A Comment